Aquela dor chata nas costas pode ser um problema muito maior

Apesar de ser muito comum entre as pessoas, a lombalgia não deve ser tratada como uma dor qualquer, diz especialista
Apesar de ser muito comum entre as pessoas, a lombalgia não deve ser tratada como uma dor qualquer, diz especialista

Encarada por muitos como um problema simples e passageiro, a dor nas costas é uma das queixas físicas mais comuns entre as pessoas das mais variadas idades e com estilos de vida diferentes. Já atinge, ou irá afetar, ao menos, por uma vez, 80% da população, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde.

Segundo o ortopedista Filippo Zozolotto, do Centro Médico São José, a dor nas costas pode estar relacionada a diversos problemas, incluindo traumatismos, excesso de carga, fadiga, mau jeito, sedentarismo, postura errada, estresse, carência de vitaminas e problemas metabólicos, como hipotireoidismo e excesso de ácido úrico. “Muitos pacientes sofrem, há muito tempo, com dores constantes e não procuram atendimento médico, por acreditarem ser uma patologia simples. Porém, inúmeras doenças mais graves podem parecer ser lombalgia”, explica.

Entre os problemas que se refletem na coluna estão: aneurisma aórtico, endometriose, gravidez tubária, cálculo renal, pancreatite, úlcera péptica e câncer de colón. Isso ocorre devido à localização dos órgãos afetados. “Portanto, se a dor lombar persistir, é necessário procurar um médico com urgência”, alerta o especialista.

O diagnóstico da lombalgia, ou dor nas costas, é realizado por meio da análise do histórico do paciente, em que ele relata a profissão, hábitos e tempo da patologia. Em seguida, é recomendada a realização de exames de imagem, para diagnosticar, por exemplo, traumatismos, doenças sistêmicas ou progressivas. O tratamento deve incluir repouso por dois ou três dias, uso de analgésicos e anti-inflamatórios, que ajudam a suportar a realização das atividades físicas.

Além da prática de exercícios físicos regularmente, o médico dá as seguintes dicas para se evitar problemas na coluna:

  • Evite dormir em uma mesma posição;
  • Observe a data de validade do colchão (não ultrapassar 10 anos);
  • Mantenha a postura correta durante a leitura ou para assistir televisão;
  • Evite ficar longos períodos de tempo na mesma posição;
  • Cruze as pernas esporadicamente, pois auxilia no relaxamento da musculatura das coxas e da coluna lombar;
  • Ao agachar, realize movimento correto, dobrando as pernas, e não, a coluna;
  • Evite carregar excesso de peso; se for necessário, peça ajuda;
  • Não guarde a carteira no bolso de trás da calça, devido ao fato de sentar sobre ela e causar um desequilíbrio na região lombar;
  • Evite o uso de bolsas ou mochilas pesadas. Elas devem carregar até 10% do peso da criança ou do adulto, para não causar desconforto e, consequentemente, dor. Editada por Luidy Suporte
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s